Portaria Remota: como funciona ?

Confira, neste artigo, como funciona a portaria remota e tudo sobre essa nova tecnologia que está crescendo no mercado condominial

Portaria Remota Como Funciona

Se você é síndico ou morador de condomínio, já deve ter se perguntado o que é e como funciona a portaria remota.

Esse questionamento surge principalmente nessa época que estamos vivendo, onde a busca por otimizar recursos, reduzir custos e aumentar a segurança se fazem necessários.

Assim sendo, é importante entender como funciona a portaria remota, principalmente na hora de buscar novas tecnologias e facilidades para o seu condomínio.

Então, como funciona a portaria remota?

Em uma breve descrição, a portaria remota funciona da seguinte forma: o porteiro presencial, que antes ficava na portaria do condomínio, passa a desenvolver seu trabalho em uma central de monitoramento remota, blindada e preparada para isso.

O principal objetivo da portaria remota é compartilhar a ociosidade dos porteiros com outros condomínios, fator este que reflete na segurança dos porteiros (que, agora, trabalham remotamente), dos condôminos e na redução de custos.

Para entender como funciona a portaria remota, vale destacar que existem várias formas de prestar esse serviço, afinal, nós estamos falando sobre um serviço de atendimento remoto.

Com isso, portaria remota nada mais é do que serviço prestado através de uma central de monitoramento atendendo o seu condomínio, realizando toda a triagem e o atendimento de moradores e visitantes em um local próprio para isso.

A resposta parece simples, e é assim que deve ser ou transparecer para o usuário final.

Isso porque, quando um condomínio pretende instalar portaria remota, o ideal é que não ocorra uma mudança brusca no funcionamento dos controles de acesso, para não afetar de forma negativa a rotina dos moradores.

Ou seja, a sensação que a portaria remota deve passar, ao ser instalada, é exatamente como se ainda existisse um porteiro no local.

Para que isso a portaria remota funcione plenamente, é necessário um aparato tecnológico considerável, o qual envolve os Pilares Tecnológicos de uma Portaria Remota: câmeras, alarmes, interfonia, portas e portões e controles de acesso.

Com essas tecnologias, a portaria remota funciona de forma mais fácil, ágil e segura.

Para entender melhor como funciona a portaria remota, em todas as suas etapas, confira os tópicos abaixo.

#1: Escolher a empresa de portaria remota

Engana-se quem pensa que a portaria remota funciona só a partir de sua instalação.

Nada disso.

Antes mesmo, desde o momento das pesquisas e análises por parte do síndico e dos moradores, já se pode ter uma ideia de como a portaria remota vai funcionar: bem ou mal.

É importante que vários critérios sejam levados em conta na hora de escolher a empresa de portaria remota, como, por exemplo, o tempo de mercado, suas inovações tecnológicas, os suportes e manutenções oferecidos, entre outros.

Outras dicas que nós damos para que você escolha uma empresa séria para prestar o serviço de portaria remota:

Outras dicas que nós damos para que você escolha uma empresa séria para prestar o serviço de portaria remota:

  • Visite a estrutura das empreas;
  • Visite clientes em operação a mais de 1 ano;
  • Consulte os órgãos competentes sobre a reputação da empresa;
  • Veja se a empresa é certificada pela ABESE e se possui o selo de qualidade da ABESE.

Para saber mais sobre como escolher a melhor empresa de portaria remota, confira este artigo.

#2: Vistoria técnica no condomínio

Essa é uma das etapas necessárias para você entender como funciona a portaria remota.

A partir do momento em que a empresa de portaria remota é escolhida, ela deve realizar uma vistoria técnica no condomínio, para avaliar a infraestrutura e os equipamentos que já existem no local. 

Com isso, ela pode identificar o que pode ser reaproveitado e o que não pode. 

Desta forma, o ideal é que, a partir dessa análise, a empresa de portaria remota apresente uma proposta de substituição de equipamentos ao condomínio contratante.

Além disso, a empresa escolhida também deve realizar uma reunião de alinhamento e expectativa com o condomínio cliente, com finalidade de alcançar todos os resultados esperados.

Somente após essas tratativas iniciais é que será iniciado o processo de instalação da portaria remota.

#3: Instalação da portaria remota

Durante todo o período de instalação da portaria remota, a empresa contratada deve prestar auxílio aos moradores, oferecendo treinamentos e suporte para que a transição ocorra da melhor maneira possível.

Para conferir mais a fundo sobre como funciona a instalação da portaria remota, você pode conferir este artigo.

É válido ressaltar que todo o processo de instalação da portaria remota deve levar até 30 dias úteis, no máximo, conforme previsto em contrato.

Além disso, outro ponto para você entender como funciona a portaria remota está relacionado com a tecnologia de controle de acesso utilizada na hora da instalação, que pode ser: leitor de tag, leitor facial, leitor biométrico, chave virtual, entre outros. 

Confira no vídeo ao lado mais informações sobre a implantação da portaria remota.

#4: Funcionamento da portaria remota

Depois de todas as etapas anteriores, chegou o momento de falar, efetivamente, como funciona a portaria remota na prática.

Agora que o seu condomínio já possui uma tecnologia de controle de acesso, isso significa que ele está cadastrado (o que inclui os síndicos e moradores) na base de dados da central de monitoramento de portaria remota.

Desta forma, quando um morador ou visitante tocar o interfone do condomínio, essa ligação é instantaneamente direcionada para a central de monitoramento e será atendida por um operador de portaria remota.

O operador responsável irá realizar o atendimento e fará a triagem, a fim de identificar quem é a pessoa que está interfonando.

Se for um terceiro, o operador de portaria remota pode realizar o cadastro dessa pessoa na base.

Em seguida, ele irá interfonar o apartamento do morador, solicitando autorização para o visitante adentrar no condomínio. Uma vez autorizado, o acesso é liberado. 

Desta forma, é possível perceber que a portaria remota funciona focada no atendimento e controle de acesso de pessoas em um condomínio.

As demais atividades, como zeladoria e serviços de limpeza, continuam a existir normalmente durante o funcionamento da portaria remota.

#5: Suporte e manutenção da portaria remota

É importante entender que a portaria remota funciona além do momento de sua instalação e do atendimento aos síndicos e moradores do condomínio.

Isso quer dizer que deve existir, também, todo o processo de suporte aos condôminos e manutenção dos equipamentos.

Um exemplo disso é quando ocorre queda de energia; a portaria remota continua em funcionamento de 4 a 8 horas graças aos nobreaks, que mantém o sistema ativo durante o período sem eletricidade.

Outro ponto importante é quanto à internet. 

O condomínio não pode assumir a responsabilidade pelos links de internet, pois ela é crucial para fazer a portaria remota funcionar.

O ideal é que a empresa prestadora de serviço responda pelos links de internet, tornando o serviço estável e sem risco de queda dos links.

Demonstração prática de como funciona a portaria remota

Ao lado, você pode conferir uma animação demonstrando como funciona a portaria remota da MinhaPortaria.Com.

Como você pode perceber, entender como funciona a portaria remota demanda de vários fatores.

Se você ficou com alguma dúvida, mande um whats para nós! É só clicar no ícone do aplicativo no canto direito da página.

Gostou desse artigo? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Deixe um comentário